29 de julho de 2020

Resenha: Strange New World

Título: Strange New World  - Brave New Girl #2
Autora: Rachel Vincent 
Editora: Delacorte Press 
Páginas: 288
Adicione: Skoob

SinopseIn a world where everyone is the same, one girl is the unthinkable: unique. The second and final book in this high-stakes, fast-paced sci-fi series from New York Times bestselling author RACHEL VINCENT.
Dahlia 16's life is a lie. The city of Lakeview isn't a utopia that raises individuals for the greater good; it is a clone farm that mass-produces servants for the elite. And because Dahlia breaks the rules, her sisters--the 4,999 girls who share her face--are destroyed. She and Trigger 17, the soldier who risked his life for hers, go on the run, escaping into the wild outside the city walls. But it turns out Dahlia has one remaining identical, one who shouldn't even exist.
Waverly Whitmore is teenage royalty, a media sensation with millions of fans who broadcasts her every move--including every detail of her wedding planning, leading up to the day she marries Hennessy Chapman. Waverly lives a perfect life built on the labors of clones like Dahlia. She has no idea that she too is a clone . . . until she comes face to face with Dahlia.
One deadly secret. Two genetic sisters. And a world that isn't big enough for both of them.


"Thrilling and dangerous, with an ending that will leave you gasping!" --SUZANNE YOUNG, New York Times bestselling author of the series THE PROGRAM on book 1, Brave New Girl

          
Nota: 5/5

Hey, everyone! Estão todos bem? 
Finalmente li a continuação do livro Brave New Girl, lembram da resenha do livro "Dezesseis"? Clique aqui para ver a resenha. Quem leu se lembra da minha indignação por causa da editora não ter publicado a continuação aqui no Brasil, é só uma duologia, custava publicarem!? Aff Amei o primeiro livro e com certeza o segundo me fez ficar mais apaixonada ainda pela autora, a continuação é melhor ainda que o primeiro livro!
*Essa resenha pode conter spoilers do último livro Dezesseis.
"Porque se você não jogar migalhas para os pássaros famintos, eventualmente eles se abaixam e tiram todo o pão das suas mãos."
Strange New World começa exatamente no momento que acabou o livro anterior e que me deixou sem chão. Conhecemos outros personagens, como Waverly Whitmore que é uma adolescente da realeza, rica e cheia de fãs da internet. Ela tem seu próprio show, onde mostra cada segundo da sua vida, o que pode comprar e como ajudar as pessoas, o que veste e o que experimenta, tudo é assistido por muitos e muitos fãs, como uma youtuber mega famosa. E muitos na cidade onde Dahlia foi parar, onde mora a Waverly, não tem condições. Condições essas que até conseguem comprar muitos clones para fazer tudo. Desde cuidar do jardim à preparar a comida. 

Dahlia 16 e Trigger 17 se assustam quando veem todos que conheciam em Lakeview trabalhando na cidade. Mais tarde descobrem que as pessoas "normais", não clonadas, não são mais utilizadas ou contratadas para nada. É um mundo surreal para o casal do primeiro livro, um que a tecnologia tinha avançado muito se comparado com aqui no mundo de agora. Mas vamos parar de enrolar, Waverly é uma influencer, uma pessoa com imagem de perfeita com a família perfeita e o namorado perfeito mas que a vida dá uma rasteira. Waverly jamais acreditaria se lhe contassem que era na verdade um clone, o bom é que ela se encontrou com Dahlia na  sua frente, a própria imagem dela. Não teria como negar. 
"Por muito tempo, o trabalho clonado foi quase exclusivamente usado para fins militares e de segurança e para o pessoal doméstico das famílias mais ricas. Mas meu pai diz que, há algumas décadas, as empresas começaram a comprar clones em vez de contratar eletricistas, padeiros, alfaiates e... bem jardineiros"
Dahlia e Trigger tiveram que ficarem escondidos na casa dos Whitmore, já que em cada segundo da vida da Waverly havia uma câmera por perto. Mas quando sem querer confundem Dahlia com Waverly em uma situação complicada, Forçam Dahlia se passar por Waverly. Isso foi uma coisa muito legal, não ela ser forçada a ser a outra, mas o conflito, porque lá nesse mundo cheio de inovações, eles usam tatuagens para representar datas importantes, tatuagens bonitas que se movem e mudam de cor.

Então, enquanto Dahlia tenta fazer o papel da Waverly, ela também tenta de alguma forma descobrir mais podres da sua cidade e tenta encontrar uma maneira de contar à todos em Lakeview que tudo era uma mentira. Porque, todo o nacionalismo que ela cresce aprendendo na verdade é uma mentira, não estão aprendendo tudo aquelas coisas, suas profissões para servir à cidade e sim entrar em um site de compras de clones para trabalhar em outras áreas. E tudo que ensinaram, que o jeito de fazer bebês era arcaico e não existia mais, o afeto não existia mais, todas as baboseiras que contavam era mentira. Uma mentira para enriquecer uma cidade, a sua Prefeita. 

"Posso realmente deixar minha mãe matar cinco mil pessoas para me proteger?"

Waverly também tenta ensinar como ser ela à Dahlia e explicar como funcionava algumas coisas nesse mundo. E que pessoas fúteis! Dahlia tem que fingir estar apaixonada por Hennessy Chapman, atual noivo de Waverly até eles se casarem. E descobrimos uns plots muito loucos sobre clones, e passam a meio que usarem Dahlia para testes já que ela na verdade não é um clone e sim o modelo para as suas 5000 irmãs iguais. 

Eu amei esse livro. não encontro nenhum defeito nele, amei essa escritora por ter escrito esse livro maravilhoso, sem enrolação e sem ser corrido, com personagens que nos apegamos e nos infiltra nesse mundo diferente que é na verdade uma crítica à sociedade de hoje. 

Vamos falar dos personagens agora, eu imaginei que a Mãe de Waverly que na verdade é mãe da Dahlia, iria se comover e abraçar a filha que não sabia que tinha. Realmente acreditei nisso e fiquei esperando isso até... até cansar de receber uns tapas. Isso não acontece e odiei a mãe delas, Lorna. Hennessy é o cara mais fofo do universo, ele foi criado para ser assim, e cumpre o papel de um príncipe, ele e bom, gentil, bonito, sincero, amoroso, aff não sei porque ele ainda não casou comigo (risos). Já Waverly eu tive vontade de bater em alguns momentos no início, ela se mostrou extremamente infantil e birrenta, mas meu ranço muda na metade do livro, quando ela se mostra uma pessoa boa. Já Dahlia e Trigger já conhecia e continuo amando, tadim do Trigger que teve que aguentar ver sua mina com outro, mas né... ele é incrível. 
"Os únicos que vencem sob esse sistema são os ricos, como os Whitmores e os Chapmans. E o administrador."
Os capítulos são intercalados no ponto de vista da Waverly e da Dahlia, com capítulos curtos a hsitória é muito envolvente. O final foi perfeito, bem estruturado, eu realmente não tenho em que colocar defeitos. Eu estou apaixonada por esse livro, li ele em inglês e espero que muito mais gente possa conferir essa história e se apaixonar como eu.

10 comentários:

  1. Oi, Melissa!
    Não tem nada que me deixe mais chateada do que a falta de tradução para um livro ou mais de uma série :( Eu também ficaria super brava, ainda mais por ser uma DUOLOGIA aff haha.
    Morro de vontade de ler 'Dezesseis', por isso pulei a resenha ao ler o aviso de spoilers. Mas pela sua nota, dá pra ver que a leitura te agradou :D

    Estante Bibliográfica

    ResponderExcluir
  2. oLÁ....
    Eu ODEIO quando a editora deixa alguma série/duologia esquecida... É uma sacanagem, né?
    DEZESSEIS está na minha lista de desejados e quero muito realizar a leitura, por isso, li a sua resenha por alto pra não pegar spoiler. Mas, amei saber que a leitura foi tão boa pra você.
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Olá, Melissa.
    Eu odeio quando as editoras fazem isso, deixam o leitor sem a finalização a história. Custa lançar pelo menos em ebook? Essa é uma história que me interessa muito, mas só vou ler se publicarem o segundo livro porque não sei ler em inglês hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Oi, Melissa! Que bom que gostou de o ler, pois parece-me um livro interessante de ser lido. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oii, como vai?
    Nossa, não conhecia essa duologia. Fico pra morrer quando não publicam todos os livros. É triste. Acho que por conta dos clones e do nome, é inspirado ou baseado na distopia Admirável Mundo Novo, certo?

    Abraço ♥,
    Larissa - Blog: Parágrafo Cult

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia o livro e achei a capa bem intrigante. Amei sua resenha. Espero que o livro lance aqui em br.

    Abraço

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  7. Oi Melissa,
    Esse livro foi esquecido no churrasco mesmo... Dá um desanimo de começar a leitura sabendo que a continuação não está disponível em português.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Oi Melissa,

    Até hoje estou de coração partido por não lançarem a continuação e como gostei muito do primeiro e pela sua resenha vi que esse é melhor ainda, me bateu uma tristeza, pois não consigo ler em inglês. Então o jeito é esperar ou ver se acho em espanhol.

    Bjs
    https://diarioelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Parece ser uma duologia incrível, pena não ter tradução. Li em outro blog a resenho de um livro em inglês e fiquei louca por ele, tô sofrendo um pouco com a leitura mas é um desafio que estou gostando hahahaha

    Beijinhos,
    Renata

    ResponderExcluir
  10. Oi
    uma pena que a editora não publicou o segundo livro, odeio quando isso acontece, tem uns livros que tenho vontade de ler a continuação, mas como não sei lei em inglês ai fico só na tristeza,
    Esse parece ser uma boa continuação, com um enredo que chama a atenção e um pouco diferente, que bom que gosto de ler, eu já tive vontade de ler o primeiro, ainda bem que não li porque se não iria ficar no sofrimento aqui.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Olá, que bom que veio!
Deixe seu comentário, e logo retribuirei sua visita 💖